Suas entregas são eficientes?

Entregas eficientes

Fazer com que as entregas sejam eficientes envolve várias atitudes dentro da organização, como a gestão de estoque adequada, e, caso isso não aconteça, muitos efeitos desastrosos podem ser gerados. A insatisfação dos clientes é um exemplo.

Hoje, separamos alguns pontos de atenção para que você reflita, faça um diagnóstico e, finalmente, tome uma decisão que potencialize os seus lucros. Aproveite a leitura!

Dê atenção à rastreabilidade

Para evitar que o veículo responsável por realizar as suas entregas fique retido em postos fiscais por mais tempo que o necessário, é preciso apostar em um sistema de rastreamento eficiente. O recurso permite ter controle sobre a duração das paradas e, consequentemente, agilizar processos.

Cuidado com os prazos das entregas

O principal motivo de insatisfação dos clientes é o atraso nas entregas. Em muitos casos, isso faz que um consumidor deixe de efetuar nova compra com uma empresa que não cumpriu o prazo prometido. Para completar, alguns compradores contam com uma “janela de entrega”, ou seja, uma definição de um período de atendimento que, se desrespeitado, influencia negativamente toda a operação praticada por eles.

As causas de um atraso podem ser diversas, incluindo as etapas anteriores ao carregamento do veículo e as falhas cometidas pelos profissionais responsáveis por realizar o transporte. É fundamental que o gestor tenha conhecimento do que, de fato, desencadeou a demora e adote medidas corretivas. O planejamento evita muitos contratempos. Manutenções preventivas, por exemplo, evitam falhas nos meios de transporte.

Trace suas rotas de forma inteligente

Muitos são os prejuízos decorrentes da definição equivocada das rotas de entrega. Há mais gasto com combustível, maior necessidade manutenção e, em casos extremos, horas perdidas no trajeto.

Para que você tenha noção do problema, vamos imaginar uma situação. Um veículo passou no mesmo bairro em que duas entregas eram previstas, mas efetuou apenas uma no período da manhã. Então, ao fim do dia, quando está no extremo oposto da cidade, tem que voltar ao local em que passou mais cedo a fim de dar conta de suas demandas. Isso não foi nada eficiente, não é mesmo?

Portanto o assunto representa um importante ponto de atenção que os gestores do negócio não podem ignorar. A boa notícia é que um roteirizador consegue realizar o planejamento de entregas de forma automática e precisa.

Faça o controle de estoque

Com o controle de estoque adequado, você consegue ter noção de quais são produtos campeões de venda e também quais são aqueles que têm menos saída. Tal conhecimento permite tomar decisões estratégicas de acordo com a sua necessidade, evitando, inclusive, que mercadorias fiquem encalhadas no depósito ou, mesmo, que haja perda.

Além disso, o controle de estoque envolve a capacitação dos empregados para a separação correta de itens de acordo com os pedidos. O processo também inclui a conferência antes do despacho, evitando a divergência entre o que foi pedido e o que foi entregue. Se os sistemas de gestão usados pelo negócio não são integrados, é possível que a incidência de erros e o retrabalho sejam comuns nesse aspecto.

Priorize a comunicação

A comunicação entre a central e a frota é a chave do sucesso das entregas. Sem um canal de transmissão de informações, os dados que impactam na gestão eficiente ficam restritos à equipe de entregas até o momento em que eles retornam à central. A condição é totalmente desfavorável e, em cascata, desencadeia uma série de erros.

Mais que compartilhar informações, é necessário que isso aconteça em período hábil para a tomada de decisões acertadas, ou seja, em tempo real. Para suprir essa necessidade, é possível apostar em chamadas via celular — mais arcaico — ou em sistemas de gestão. Há modelos disponíveis no mercado que permitem acompanhar, simultaneamente, a situação da entrega, a localização da frota e todas as atividades realizadas.

Como você viu, este post trouxe reflexões e dicas capazes de tornar as suas entregas eficientes. Todas elas podem ser solucionadas ao mesmo tempo, com a adoção de um sistema de gestão completo, capaz de integrar informações, gerar dados relevantes e possibilitar a gestão de estoque e do negócio como um todo, de maneira inteligente e precisa.

Aproveite a visita e leia o nosso outro artigo sobre 7 problemas de estoque.

Deixe uma resposta