O que você precisa saber para escolher um ERP

O ERP é um software com o potencial de transformar o seu negócio. Ele traz soluções que deixam a rotina mais simples e precisa, evitando erros que podem impactar negativamente em todas as áreas, como gestão de estoque, comunicação, finanças e satisfação dos clientes.

No entanto, a escolha do melhor ERP exige alguns cuidados. Para você acertar em cheio na decisão, preparamos este post. A seguir, você confere quais são os pontos de atenção no momento de contratar o serviço. Leia atentamente e feche um bom negócio!

Entenda bem o seu negócio

Para começo de conversa, é necessário entender com profundidade o seu negócio. Isso inclui os pontos fortes e as necessidades dele. O ERP deve agregar à empresa, suprindo as demandas prioritárias. Durante o processo de levantamento de informações, considere conversar com os profissionais responsáveis por cada área e também alguns consumidores a fim de entender percepções diversas. Por fim, trace o diagnóstico sobre como o ERP poderá otimizar o negócio.

Levante o número de pessoas envolvidas

Saber qual é a quantidade exata de pessoas que estarão envolvidas com o projeto é essencial para a escolha adequada do ERP. O número de usuários que terá acesso ao sistema impacta na definição do melhor modelo para a sua empresa e também no preço da solução a ser contratada.

Priorize um ERP de fácil implementação

De nada adianta contratar um sistema com potencial de deixar o trabalho de gestão de sua empresa muito mais preciso e otimizado se ele é de difícil implementação e complicado de usar. A mudança deve impactar positivamente a rotina de todos os envolvidos, não apresentando adversidades. Caso o ERP seja muito complexo, algumas funcionalidades podem ficar subutilizadas, e isso não é legal, não é mesmo?

Portanto avalie como o software será instalado e como se dará o treinamento da equipe. Um período de testes para familiarização também é uma boa pedida nesse momento. Opte por empresas que oferecem suporte e ofereçam segurança, disponibilizando um recurso intuitivo.

Pondere o custo-benefício

Avalie quanto a sua empresa pode investir no sistema, quais as necessidades que precisam ser supridas, as funcionalidades oferecidas e o preço. Os recursos, o número de usuários (escalabilidade), a customização e a quantidade de treinamentos impactam no valor cobrado. Tenha tudo isso em mente antes de investir. A sua realidade financeira e os serviços prioritários apontarão para o melhor caminho a ser seguido. Nem sempre a opção ideal é aquela com uma infinidade de funções.

Após chegar à conclusão de qual ERP é o ideal para o seu negócio, o trabalho continua. É importante monitorar os resultados constantemente para saber se a ferramenta está funcionando normalmente e suprindo as suas necessidades. Procure responder se o ERP tem simplificado o seu fluxo de trabalho e melhorado a performance da empresa. Converse com os usuários e levante as dificuldades deles para supri-las posteriormente.

Aproveite a visita e leia o nosso outro artigo sobre como o ERP pode ajudar na sua gestão de estoque.

Deixe uma resposta