Conheça 7 problemas de estoque

Manter a eficiência da gestão de estoque é determinante para o sucesso de um empreendimento. Afinal, os problemas no setor podem impactar nos lucros, na insatisfação do cliente e na credibilidade que a empresa passa. Então, dê a devida atenção à área que é o coração do negócio.

Neste post, mostraremos 7 problemas de estoque e as respectivas medidas de correção. Adiantamos que é simples cumprir os procedimentos e evitar prejuízos, principalmente porque a tecnologia está à nossa disposição. Continue a leitura e descubra!

1. Comprar mais que o necessário

A compra de produtos sem planejamento é prejudicial em diversos aspectos. Dentre eles, podemos citar a paralisação do capital de giro, a decorrência do prazo de validade dos produtos, a necessidade de um espaço maior para o armazenamento, prejuízos em geral e a insatisfação do cliente. Por outro lado, quando o estoque é reduzido, o gerenciamento fica muito mais fácil, bem como a previsão de demandas.

Quando você conta com um fluxo de compra preciso, a empresa sempre terá a quantidade mínima de cada item que deve estar no estoque. A medida de segurança supre as necessidades do negócio, inclusive em períodos de alta demanda. Então, basta que o gestor faça o acompanhamento e estabeleça as novas ordens de compra, conforme a entrada e a saída de produtos.

2. Armazenar inadequadamente

No momento de guardar as mercadorias, tenha bastante cuidado e organização. Ambientes úmidos, expostos à claridade ou com temperaturas excessivas podem danificar, e muito, os seus produtos. Além disso, quando não há critério na disposição dos itens, você pode encontrar dificuldades para localizá-los e definir a quantidade de cada um deles em estoque.

3. Negligenciar a conferência de produtos

A nota fiscal é uma grande aliada dos gestores. Com ela, você comparará se a quantidade, os preços e as mercadorias enviadas pelo fornecedor são os mesmos solicitados por você. O procedimento é fundamental para o controle de estoque e uma medida que previne fraudes. Portanto, se a conferência dos recebimentos ainda não faz parte da sua rotina empresarial, inclua-a já!

4. Não atualizar os inventários

Uma lição importante é que a conferência não deve ser feita só no momento em que os itens chegam ao estoque. Manter o acompanhamento periódico é uma medida que evita falhas operacionais. Então, verifique sempre a quantidade de produtos presente em seu sistema de gestão, comparando-a com aquela do estoque físico.

Adote o inventário como um procedimento de rotina. Ele é seu aliado. O registro de movimentações (saídas ou entradas) é crucial para evitar inconsistências.

5. Deixar a segurança em segundo plano

Quando não há controle de acesso de pessoas no depósito e falta monitoramento com câmeras, a possibilidade de furto é uma realidade. Portanto fique de olho nesse quesito.

6. Fazer a descrição incompleta dos produtos

A fim de deixar a busca e a consulta fácil, rápida e precisa, invista na descrição detalhada de seus produtos. O código de cada item auxilia muito nesse sentido, já que, sem ele, o lançamento incorreto — incluindo a baixa de uma mercadoria errada — pode acontecer. Tenha atenção no momento do registro, avaliando, também, a mudança da receita de itens.

7. Não contar com um software de gestão

Na era da tecnologia, é impossível manter a gestão de estoque manual. Um software de gestão é a solução que traz facilidade, precisão e excelência ao seu negócio. E mais! A ferramenta possibilita a gestão completa para as áreas de finanças, compras, estoque e vendas. Ela também reúne módulos integrados e de fácil utilização, incluindo NF-e e SPED Fiscal/Contribuições.

Agora que você já conhece quais são os principais problemas que impactam na gestão de estoque, é hora de evitá-los. A SIG 2000 está preparada para ajudar nesse processo. Conheça nossas soluções.

Deixe uma resposta